Resenha - Cilada de Harlan Coben, por Mayah




Ficha Técnica
Nome do livro: Cilada
Autor: Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Ano: 2010
Páginas: 271
Gênero: Suspense/Policial
Sinopse: Skoob
Onde comprar:  Aqui



        

Olá, pessoas!  Estou de volta! E hoje trago a resenha de um autor máster. Rufem os tambores porque... o livro é do Sr. Coben! Quando comecei a ler os livros do Harlan Coben já tinha ouvido várias comentários positivos, pessoas falando que o cara sabia prender o leitor e tals. E querem saber? É verdade, verdadeiríssima! Esse é o 2° – e com certeza não o último – livro que leio do autor e estou  me tornando uma fã da escrita do cara! rsrs.


O livro, como todo livro do Harlan Coben, conta uma história com várias tramas entrelaçadas e que no final há uma explicação para toda as ligações entre os personagens. Tudo começa quando Wendy Tynes, uma repórter investigativa de um programa que flagra pedófilos, recebe um email anônimo de uma suposta vitima acusando Dan Mercer de ser um pedofilo. Wendy, então, arma uma Cilada para pegar Dan Mercer no flagra. E ele cai feito um pato. A partir dai o leitor fica se perguntando: “Afinal, ele é ou não culpado”? Porque ao longo de todo livro a balança pende para os dois, fica tudo muito incerto! rs

“Quando enfim me dei conta do que realmente estava acontecendo, senti os ossos congelarem.  Mais pessoas irromperam na sala. Produtores, na certa. Um segundo cameraman. Dois policiais. As lentes chegaram mais perto. As luzes se intensificaram. Goticulas de suor brotavam em minha testa. Comecei a tremer, a negar.
Tarde demais.
Dois dias depois o programa estava no ar. O mundo inteiro viu.
E a vida de Dan Mercer, exatamente como eu havia pressentido, diante daquela porta vermelha, foi destruída.”


Paralelo ao drama do Dan com a Wendy há o caso de Haley McWaid, uma adolescente de 17 anos, boa filha e esforçada, que uma bela noite simplesmente some de casa sem deixar rastro. Os pais de Haley iniciam uma busca desesperada atrás da filha, porém o tempo passa e nada surge.  Num dado momento do livro, essas duas tramas se entrelaçam e vão surgindo outros fatos que vai fazendo Wendy se perguntar se realmente fez a coisa certa ao acusar Dan ou se na verdade tudo não passou de um embuste bem armado e ela foi só um fantoche.

“Muitas vezes na vida somos obrigados a fazer julgamentos que gostaríamos de fazer. E queremos que eles sejam fáceis. Queremos confinar as pessoas em categorias bem definidas, anjos e monstro, mas quase sempre o buraco é mais embaixo:  a verdade está em algum lugar entre os dois extremos. E esse é o problema. Os extremos são bem mais fáceis.”
 Então Wendy começa a investigar por conta própria para tentar descobrir se errou feio ao armar para Dan ou se ele é um tarado mesmo. E quanto mais ela descobri mais o perigo aumenta. Os pais de Haley continuam tentando entender o que aconteceu com a garota. E eles descobrem. Porém ao invés de solucionar todas as charadas, pelo contrario, surgem novas tramas que juntas forma uma bola de neve que, e isso é o mais irônico, foi causada por um ato inconsequente, uma brincadeira de mal gosto de garotos sem noção de seriedade.
        

O final do livro... Ah, é como montar um quebra-cabeças onde todas as peças se encaixam e nenhuma ponta fica solta. É isso que eu adoro nos livros do Harlan Coben, ele não dá ponto sem nó, sempre explica tudo direitinho e não deixa o leitor voando tentando saber o que houve com sicrano, beltrano e tals.
A forma como ele escreve é demais,  uma escrita simples e sem palavras rebuscadas. Ler um livro do Harlan Coben é como ver um filme passando na sua mente de tanto que a narrativa é fluida. Seus personagens são bens reais, você consegue se imagina encontrando um “Dan” na rua, uma “Wendy”, com todas as suas falhas e qualidades.  Enfim, o livro é incrível e se me perguntassem qual eu elegeria como o melhor eu não saberia dizer. Imagino que até a lista de compras do Sr. Coben seja fascinante. Mas é uma fã falando né?  Contudo, recomendo aos fãs de livros policiais. A leitura vale muito a pena.

Boa leitura ;)

12 comentários:

  1. Esse foi o primeiro - e unico livro - que li até agora de Harlan Coben, mas posso dizer que adorei e me surpreendi com o desenrolar da historia, vale muito a pena ler ele. Adorei a resenha
    bjus
    http://recantoliterarioeversos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?
    Não li nada do autor, mas morro de vontade de ler esse livro, sem contar essa capa linda.
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?

    Já li um livro do Harlan há muito tempo, mas creio que, na época, eu ainda não gostava muito de tramas policiais, então acabei não gostando muito. Hoje, com certeza, encararia muito bem os livros dele. Esse livro parece muito bom mesmo, gostei de cara de saber que as histórias se entrelaçam (não lembro quase nada da história que li dele, da outra vez). Adorei sua resenha, super bem escrita e conduzida :)

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Ola Mayah ainda não tive o prazer de ler um livro dele, o vi na Bienal do ano passado, leio muitos elogios a seus livros destacando esses suspense que cria muito bem elaborado não deixando pontas soltas. Gostei da premissa do livro e já irá para lista de leitura. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li nenhum livro do Harlan, quero muito ler, pois gosto de suspense policial, e creio que vou gostar deste, ótima resenha!

    Até mais!

    diurnosleitores.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Eu já ouvi falar muito sobre Harlan, mas até hoje não tive a oportunidade de ler, mesmo tendo vontade. Culpa dos vários livros da lista. Hahah. Sou uma leitora bem complicada, pois amo várias histórias que se entrelaçam, mas sempre acabo me perdendo entre uma e outra. Apesar de tudo, tenho certeza de que me agradariam muito suas obras.

    Beijos,
    Império Imaginário | Fernanda Goulart.

    ResponderExcluir
  7. Meu Deus, nunca li nada do Harlan =(
    Eu ficava com receio por não gostar muito do gênero, mas em meio a essa resenha, principalmente sua conclusão final, é até vergonhoso admitir que eu nunca li nada deste homem. Como assim produção? ushaushauhsa ... acredito que esse será minha primeira leitura do autor! Gostei muito da resenha e da premissa.

    xoxo
    http://www.amigadaleitora.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Eu tenho muita vontade de ler alguma coisa do Harlan, ele é um autor muito falado e só resenhas positivas dos livros dele.
    Depois da sua resenha acho que sei por qual livro começar, rs

    Bjs,
    Fernanda
    http://blogimaginacaoliteraria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Oie!
    haha já tinha ouvido falar desse livro, mas ele não me atrai muito, sei que normalmente os livros do Harlan Coben são muito bons e esse deve ser tão bom quanto a reputação dele, mas acredito que não conseguiria lê-lo, pelo menos não no momento conturbado em que estou xD

    beijos.
    www.amigadaleitora.com

    ResponderExcluir
  10. Oii
    Eu adoro os gêneros desse livro, mas eu ainda não tive a oportunidade de ler nada do autor. Gostei bastante do enredo desse livro e espero ler em breve

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  11. Oie, tudo bom?
    Também gosto de autores que conseguem juntar várias pontas de uma trama. Morro de vontade de ler algo do Harlan Coben por causa dos comentários positivos e porque ele escreve um gênero que eu curto. Eu fico juntando as dicas de livros do autor.
    beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá, Maya!
    Sim, concordo com você, Harlan Coben é o cara! Adooro!
    E Cilada é mais um dos seus livros que nos prendem e nos carregam para o mundo do suspense, investigação e finais surpreendentes.

    Beijos!
    http://fabi-expressoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir