Resenha - O livro dos Negros de Lawrence Hill, por Thais Maia




Ficha Técnica: 
Nome do Livro: O Livro dos Negros
Autor: Lawrence Hill
Editora: Primavera Editorial
Ano: 2015
Páginas: 408
ISBN: 978-85-61977-69-6
Gênero: Lit. Estrangeira/ Ficção
Preço Sugerido: R$ 39,90
Onde comprar: Saraiva, Cultura
Exemplar cedido pela editora




Sinopse: O Livro dos Negros conta a história de Aminata Diallo, uma das personagens femininas mais fortes e marcantes da ficção contemporânea. Aminata foi sequestrada, ainda criança, na África, e vendida como escrava na Carolina do Sul. 
Após a Revolução Americana, ela foge para o Canadá e escapa da vida de escrava para tentar uma nova história em liberdade. O livro traz uma história que nenhum ouvinte e nenhum leitor esquecerão.  O nome “O Livro dos Negros” se deu devido ao documento histórico, mantido por oficiais navais britânicos, ao fim da Revolução Americana. O documento oficializou os negros que serviram ao rei na Guerra e fugiram para Manhattan, no Canadá, em 1783. Apenas os negros que estivessem no Livro dos Negros poderiam escapar e conseguir sua liberdade.
Aminata Diallo percorre toda uma longa trajetória com a finalidade de conseguir entrar no livro dos negros e conquistar sua liberdade.  A obra, marcante e inesquecível, tornou-se uma miniserie de sucesso nos Estados Unidos. Dirigida e escrita por Clemente Virgo (The Wire) e protagonizada pela atriz Aunjanne Ellis e Cuba Gooding Jr., vencedor do Oscar em 1996.

“Ela me perguntou por que eu era tão negra. Eu lhe perguntei por que ela era tão branca.” pag13

Eeiei gente!!! A resenha de hoje é de O Livro dos Negros, terminei de lê-lo semana passada, mas desde então estou pensando aqui em como deveria falar dele para vocês. Sabe aquele livro que você quer indicar para todos? Que você acha que todos deveriam ler? Pois é... Pode ser que vocês já tenham se deparado com um livro assim, ou pode ser que não, no meu caso por exemplo eu tenho vários livros que gosto muito e que vivo indicando para os amigos... Mas esse é diferente! E vocês logo irão entender por que. 


O livro começa precisamente no ano de 1802 em Londres, Aminata já está com uma idade avançada, e nesse primeiro capítulo nos conta como está a sua vida nesse período e o que anda fazendo para ajudar na causa abolicionista. Incentivada por muitos ela começa então a escrever sua história, como foi sua vida outrora de sofrimento e como foi que ela conseguiu chegar em Londres, lutando pelos direitos de seu povo.

Seus relados começam em sua infância, em Bayo no ano de 1745. Aminita nos conta como era a vida entre seu povo, como viviam o que faziam no que acreditavam e tudo mais. Seu pai era o joalheiro da aldeia e sua mãe a parteira, desde muito jovem a garota a ajuda com ofício e demonstra uma habilidade impressionante. 


“Entretendo, nossos raptores também tinham uma marca, por aquilo que lhes faltava: a luz em seus livros. Nunca conheci alguém que, fazendo coisas terríveis pudesse cruzar seu olhar com o meu em paz. Encarar o rosto de outra pessoa é fazer duas coisas: reconhecer a humanidade do outro e assumir a sua.” pag35


Quando viajava com sua mãe para fazer mais um parto na aldeia vizinha é raptada por contrabandistas, que a amarram e a tratam pior que um animal. Perdida e sozinha a garota parte então rumo a uma viagem sem volta para um caminho que até então era totalmente desconhecido por ela.

Acho que a primeira coisa que devo dizer é: se você é do tipo sensível se prepare para fortes emoções, O Livro dos Negros nos trás um relado emocionante do que várias pessoas teriam passado, sendo arrancadas de suas aldeias e jogados em um navio rumo a um terra desconhecida. Mulheres, crianças e homens todos tratados como seres desprezíveis, Sem nenhum respeito ou compaixão.

“Como ele veio a se tornar meu dono, e de todos os outros? Perguntei-me se ele seria meu dono o tempo todo, ou apenas quando eu trabalhava para ele. Seria ele meu dono enquanto eu dormia? Ou sonhava?.”

Assim que fiquei sabendo do livro através da parceria com a Primavera Editorial, logo me interessei. Gosto muito de história e de ler livros que retratem algum momento dela, E estava querendo variar nas minhas leituras também, então quando ele chegou não demorei muito a ler. O livro é dividido em quatro partes tendo cada uma mais o menos cinco capítulos, ele é dividido para acompanhar as etapas da vida da protagonista, em suas 405 páginas ele é quase todo escrito em narrativa, por esse motivo demorei um pouco a terminar de lê-lo.

Como disse no começo acho que todos deveriam ao menos tentar ler o livro, é uma história emocionante, tocante que nos mostra o quanto podemos ser fortes sejam quais forem as dificuldades, e ainda como podemos ser tão cruéis com os nossos semelhantes.

“Alguns dizem que tive uma beleza pouco comum, mas não desejaria beleza para nenhuma mulher que não tivesse sua liberdade, e que não escolhesse os braços que a abraçam.” 

beijão a todos*...*


27 comentários:

  1. Olá!
    Sou dessas tbm de quando gosta bastante do livro quer indicar a todos os amigos rsrs.
    Adoro livros com emoções fortes e esse com certeza deve deixar as emoções a mil.
    Não conhecia o lvro mas com certeza foi pra lista de desejados
    Adorei sua resenha

    http://malucaspor-romances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Realmente esse é o tipo de livro que nos trazem algum tipo de mensagem para vida, porém meu momento não é para esse tipo de leitura, quem sabe mais pra frente,
    bjus

    ResponderExcluir
  3. Que massa! Acabei de ler O Sol é Para Todos da Harper Lee que, entre outras coisas, fala sobre racismo e intolerância e adoraria que minha próxima leitura fosse esse livro =)

    ResponderExcluir
  4. Oi, Thais! Achei a capa linda, fiquei interessada logo quando vi hehe Gostei muito da temática do livro e fiquei feliz que ele fez jus ao assunto, já que você indicou para todos. Deve ser mesmo um livro muito bom, emocionante, sobre um período muito triste da história. Dica anotada! Beijos

    ResponderExcluir
  5. Deve ser uma leitura forte, que mexe com o leitor. Imagino o quanto ela não sofreu, e pensar que isso acontecia aos montes...
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. Ola Tata pelo visto é uma leitura forte e realista, sou como você quando gosto do livro indico a todos, fiquei muito curiosa com a premissa do livro, espero poder ler em breve. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  7. Já gostei logo de cara da sinopse... E a resenha reforçou meu desejo de lê-lo. Adicionando à minha lista no Skoob. Beijos

    Viagens de Papel
    www.viagensdepapel.com

    ResponderExcluir
  8. Oi, a premissa do livro é muito bacana, adorei a resenha, já entrou pra lista de desejados.
    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Eu já ouvi falar desse livro em algum blog.
    Eu achei interessante o assunto abordado, porque é algo realista
    e que nos mostra como os negros viviam e tudo mais.
    tenho curiosidade de ler, mas não agora, pois estou com uma lista interminavel de livros
    hahahahahaaha

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/07/resenha-princesinha.html

    ResponderExcluir
  10. Nossa o livro parece ser bem forte e extremamente emocionante, eu ainda não conhecia mas pela sua resenha pude perceber que é um bom livro, beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Já fiquei interessado pelo livro só por saber que é um livro que nos passa bastante ensinamentos e que nos faz ter diversas reflexões. Amo livros assim.
    Mas apesar disso não sei se conseguiria ler o livro, pois não é lá um estilo que me agrade. Mas não custa dar uma chance né?

    Beijos
    http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/2015/07/resenha-predestinadas-por-jessica.html

    ResponderExcluir
  12. Olá!

    A leitura parece ser muito intensa, a premissa do livro é meio que de arrepiar porque sabemos que, a vida dos negros na época da escravidão era cruel demais, não sei e leria pois relacionaria muito com a história e é difícil ver essas histórias terríveis. Achei o último quote que você colocou na resenha muito triste.

    Parabéns pela resenha!

    Beijo!
    Ana.

    ResponderExcluir
  13. Oie! Eu já havia ouvido falar sobre esse livro e desde então fiquei louca para lê-lo. Ainda não tive a oportunidade, mas espero conseguir em breve. Parece uma leitura realmente forte e tocante. Independentemente de ser logo ou não, uma hora ou outra precisarei ler, pois parece ótimo.

    Beijos,
    Império Imaginário | Fernanda Goulart

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Nossa super me identifiquei com vc, tbm tenho livros na minha coleção que se eu pudesse faria com o MUNDO INTEIRO lesse xD
    Sem falar que tbm amo história, era uma das minhas matérias favoritas na escola, depois de literatura né <3 E fiquei com muita vontade de ler este livro, estou adicionando a minha lista com certeza!

    xoxo
    http://www.amigadaleitora.com/

    ResponderExcluir
  15. Não duvido de suas palavras que todos deveriam ler, achei o enredo bom e capa fabulosa, amo história e não compreendo como pessoas que gostam de romance dizem não gostar de história, é no mínimo estranho... Tenha certeza que gostei deveras de sua resenha, a dica já está na lista de comparas :D

    ResponderExcluir
  16. Adorei a capa e a sua resenha sobre esse livro,pode ter certeza que vou lê-lo em breve.

    ResponderExcluir
  17. Assim que vi esse livro na fanpage da editora tive certeza que precisava ler. Gosto muito de obras com história da vida dos negros, com a cultua afro, em todos os países. Esse livro lembra muito 12 anos de escravidão.

    Aqui no Brasil nós temos um autor importantíssimo, Luiz Gama, um ex-escravo, que todos deveriam conhecer sua história e sua obra. Um autor que entrou para o mundo das letras em um mundo quase exclusivo de brancos.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Acho que esse é o tipo de livro que a gente não lê de uma vez (como você disse), mas é um leitura super válida! Li Americanah recentemente e trata um pouco do racismo nos EUA também. Mas em um momento mais avançado na história, atualmente. Nunca li um que retratasse o período de escravidão por lá.
    Havia visto esse lançamento e me interessei, mas não tinha lido nenhuma resenha ainda. A sua ficou maravilhosa, parabéns!
    Já está anotado para ler! <3

    Infinitos Livros

    ResponderExcluir
  19. Oi, tudo bem?

    Ai, quero TANTO ler esse livro. Desde que o vi a primeira vez, tive a certeza de que precisava tê-lo na minha estante. Adoro histórias que tragam a cultura afro à tona e que trabalhem em cima de algum ponto dela. A escravidão é um tema forte, mas que sempre me interessou (assim como o Nazismo e o Holocausto). Sou sensível - do tipo de ver alguém sofrendo e sentir as dores da pessoa -, mas acho que isso me permite ir além de uma narração, me permite viver as sensações da protagonista. Vou requerer, com certeza, esse livro. A capa é incrível, conseguiu captar muito bem a essência da trama. Um livro muito bom que trata da cultural afro é Pequena Abelha. É muito forte, também, mas igualmente encantador. Recomendo. Sua resenha ficou muito boa, sucinta, mas muito bem pautada. Parabéns!

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  20. Oie .
    Nossa, não conhecia esse livro. É a primeira vez que o vejo e só a capa e o título já seriam capazes de despertar minha curiosidade, mas daí veio sua resenha, serio, parabéns, está muito bem escrita.

    beijinhos

    Paraíso das Ideias

    ResponderExcluir
  21. Oieee
    Já vi sobre esse livro e já coloquei na minha lista de necessidades.
    Adorei sua resenha e mesmo sem ter lido acredito quando você diz que todos deveriam ler.
    Histórias como esta são enriquecedoras.

    Coração Leitor

    ResponderExcluir
  22. Oie, tudo bom?
    Nossa, não conhecia esse livro e fiquei querendo pra ontem!! A premissa dele é sensacional! Li o livro A invenção das Asas e tem a mesma temática, assim como O sol é para todos e já quero colocar na minha lista! Linda capa, linda história, nos passa ensinamentos muito mais profundos do que qualquer outro tipo de livro! Adorei!
    Beijão
    http://sarahmarques.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Olá!
    A capa do livro já havia me atraído e depois de ler a premissa da obra, fiquei mais curiosa ainda. Adoro livros com grandes histórias de vida e sobre culturas diferentes.

    http://loucurasaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Olá! Adorei sua resenha. Sim, devo me preparar para fortes emoções, porque acho que me sentirei arrasada ao ler essa história sabendo que ela representa fatos que realmente aconteceram e pessoas que realmente sofreram como essa personagem.
    Com certeza, lerei!!!

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  25. Oi, tudo bem?
    Adorei a resenha. O livro parece ser muito forte mesmo, e não teria como não ser, dado o tema e sua veracidade. Eu não estou no clima para leituras mais pesadas no momento (acabei de ler um policial sobre pedofilia!), mas sem dúvida esse é um livro que desejo ler daqui a um tempinho
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Olá!
    A história parece ser bem emocionante e nos faz refletir sobre as atrocidades que acontecem no mundo.
    Não o tipo de leitura que costumo fazer, mas tenho curiosidade em ler.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Oi Thais,

    Adorei a capa que é muito expressiva e sou como você gosto indico e quando gosto demais demais, compro e presenteio. Hahaha Por sua resenha já vi que vou sofrer pra caramba com a leitura, sim... sou do tipo sensível que mergulha na trama e sofre sofre demais.

    Beijos
    Tânia Bueno
    www.facesdaleitura.com.br

    ResponderExcluir