Resenha Internacional: Up in Flames, de Abbi Glines, por Istefani Marcos

Título: Up In Flames
Autor: Abbi Glines
Ano de lançamento: 2016
Editora: Atria Books
Número de páginas: 256
Sinopse: Mimada. Egoísta. Patricinha. Vilã. Vadia.
Por ser a garota má de vestidos Prada de Rosemary Beach, Nan Dillon foi chamada de todo nome desprezível debaixo do sol quente do verão. Alguns são merecidos pela sua reputação - ela nunca teve que se preocupar com nada, além de manter a estampa perfeita e dividir o jato particular do pai com seu irmão, Rush.
Mas Nan está longe de ser feliz. Rush tem outro filho a caminho e não tem tempo para correr atrás da irmã. Grant, o último cara que ela realmente se importou, escolheu ficar com sua meia-irmã, Harlow, em vez dela. E Harlow, que jamais vai superar o jeito que Nan a tratou quando se mudou para a cidade, se mantém distante.
Então, quando Major a chama para sair, ela agarra a chance de ficar com o galanteador. Embora ela não saiba muito sobre o texano de fala mansa, e ainda que está claro que ele não quer ser exclusivo, estar com ele é bem melhor do que sair com socialites fúteis, ou assistir Netflix sozinha em casa.
Por um tempo, Nan lida com o jeito playboy de Major, mas depois que ele magoa ela várias vezes, ela tira um fim de semana louco de última hora em Vegas. Lá, ela conhece Gannon, um empresário sombrio e sedutor e oh-tão-perigoso que sabe exatamente como lidar com ela.
Com Major pedindo uma segunda chance e Gannon aparecendo em seus sonhos, Nan tem que decidir a quem dar seu coração. Mas o que ela não percebe é que esses jogadores estão envolvidos em um jogo bem maior - e eles já estão duas jogadas à sua frente.


Quero começar essa resenha falando que tenho uma relação de amor e ódio com a Abbi Glines. Ela é aquele tipo de autora que leio tudo (mesmo que eu me odeie por isso depois) e, enquanto leio, realmente adoro a leitura. Mas depois que acabo, paro, analiso e penso: WTF que eu acabei de ler? Porém como vocês podem perceber, isto não me impediu de ler os 13 (!!!!!!!) livros da série Rosemary Beach.

Uma das coisas que mais odeio na Abbi é que todos (e quando digo todos, são TODOS MESMO) os livros dela são iguais. Já li outras obras da autora além da série Rosemary Beach, então posso falar com propriedade: é tudo a mesma coisa, quer ver só?

“Garota ingênua, humilde, linda e com coração puro, encontra garoto problemático, galinha, ciumento, possessivo, Deus do Sexo. O cara trata a moça feito um lixo, mas ela o perdoa, afinal no fundo ele a ama. No final, o moço encontra a redenção, se torna uma boa pessoa (tudo isso por causa da menina, claro) e o casal vive feliz para sempre. Fim”.

Essa poderia ser a sinopse de todos os livros da Abbi. A autora criou uma espécie de fórmula mágica e (até hoje não entendo o por quê) achou que seria uma ótima ideia escrever toda a série Rosemary Beach com o mesmo enredo. Não me leve a mal, os três primeiros livros (e ainda estou sendo muito legal) até que são bons. Mas ler 12 (DOZE) livros com praticamente a mesma história (só mudando os nomes dos personagens), é meio - pra não dizer muito -  cansativo.

Mas quando a autora falou que iria escrever um livro sobre a Nan, fiquei mega feliz. Afinal, dessa vez não teríamos uma menina boa e ingênua... teríamos a Nan, que de boa não tem nenhum osso no corpo. Só que de alguma forma (não sei nem porque ainda fico surpresa), a Abbi teve a proeza de cagar (com o perdão da palavra) com uma história que tinha tudo para ser boa.

Para quem não sabe, a Nan é irmã do Rush Finlay, protagonista dos primeiros 4 livros da série. Ela era a vilã da história e infernizou a vida da Blair - atual esposa do Rush. Pra dizer o mínimo: a Nan é insuportável. E louca. E permaneceu assim por 12 livros. Aí, quando iniciei a leitura de Up In Flames pensei “será que essa bitch vai se tornar alguém um tiquinho melhor?”. A resposta foi um sonoro NÃO.

Como já mencionei, a Nan é a vilã (e uma muito odiada, por sinal) da série Rosemary Beach. Não é para menos, ela é extremamente maldosa e egoísta. Todos os caras que já passaram na vida dela a queriam para duas coisas: sexo e fama. Até que finalmente ela encontra alguém por quem se apaixona, porém percebe que ele jamais vai sentir o mesmo por ela. Para curar o coração partido, Nan vai até Las Vegas (chique!). Lá, conhece uma cara lindo e misterioso, diferente de todos os outros que ela já conheceu (alerta de clichê!!). Não demora muito e Nan se vê presa em um triangulo amoroso, uma situação que jamais se imaginou.

A primeira coisa que vou falar sobre esse livro é que ele é uma bagunça. Sério. Na maior parte do tempo ficava pensando “num tô entendendo Abbi, explica isso aí direito, please”. A autora simplesmente criou umas situações sem pé nem cabeça e as colocou no livro sem dar nenhum tipo de explicação, e o leitor fica sem entender nada.  Acho que o problema maior foi que ela quis criar tanta coisa, tanto drama (desnecessário), que no fim nem sabia mais o que estava escrevendo. Sem falar que deixou várias pontas soltas, você termina o livro sem resposta pra um monte de coisa.

Quem queria ver a redenção da Nan, esquece: ela começa e termina o livro sendo a mesma bitch de sempre. E de quebra arranjou um parceiro meio psicopata que, ao invés de ajudar a nossa protagonista a ser uma pessoa melhor, não faz absolutamente nada e ainda acha que está tudo bem. Ou seja, a Nan continua sendo uma pessoa péssima, a única diferença é que ela achou alguém que a ama e aceita isso.

Aliás, falando em termos de romance, a autora quis fazer acontecer um triângulo amoroso que simplesmente não convence. De um lado temos um cara louco, do outro, um rapaz insuportável e cheio de si. Ambos não foram personagens bem construídos e são extremamente rasos. Sempre torço por algum mocinho nos livros de romance, neste queria mais era que os dois morressem (perdoa a minha maldade e não desiste de mim).

Para quem esperava saber como anda a vida dos protagonistas dos outros livros da série, pode tirar o cavalinho da chuva. Eles quase não aparecem, e quando aparecem é bem rápido. Outra decepção.

Em termos de escrita, a Abbi não fez muita evolução. Ela é bem básica, ás vezes ela é pouco repetitiva, além de ser pouco inovadora (em outra palavra: chata). Mas é fácil e rápida de ler.

É difícil falar sobre esse livro sem soltar algum spoiler, então vou parar por aqui. Mas caso vocês ainda não tenham percebido, Up In Flames foi um dos piores livros que li este ano.

Ps: se tem algum fã de Abbi Glines aí, me perdoa <3 <3 só tentei ser sincera.

19 comentários:

  1. Oi Istefani
    Ah, eu sabia que ela escreveria um livro sobre Nan, e eu sabia também que gostaria de ler, apesar de não gostar nem um pouco dela, ainda mais porque ela nunca deu espaço para isso. Nossa, ao ler seus comentários, fiquei realmente surpresa,pois esperava mesmo alguma mudança. Pelo visto não né?! E de quebra ainda encontra alguém pra ficar com ela? Que loucura. Esperava mais... Enfim, adorei conferir sua resenha, especialmente pela sinceramente!

    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Istefani,
    não me fala nada disso POR FAVOR, eu juro que esperava a redenção de Nan, principalmente depois do carinho dela para Harllow no mais uma chance, pensei de verdade que ela iria se concertar. E o que é isso do cara psicopata? Nan já não presta só imagine com um louco desses, gente. Acabei de perder minha fé por completo, mas sou como você, mesmo os livros sendo o mesmo do mesmo e do mesmo, por nove vezes (pra mim), vou continuar lendo essa receita de bolo repetida da Abbi.

    Abçs
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  3. Oi, como vai?

    Eu nunca li nada da autora, mas ao ler sua resenha, principalmente a primeira parte, onde você diz que todos os livros da autora são iguais, eu já passarei bem longe, pois não gosto de ler muitas coisas parecidas. Talvez ler UM livro dela seja ok, mas só pela premissa deles, já sei que não vai ser ok hahaha enfim, definitivamente me quebrou sabendo a respeito da autora. E Up in Flames acabou nem me cativante, in fact, me comprovou de que não devo lê-la, a não ser que bata uma vontade muito louca haha valeu pela sinceridade!

    beijo!

    ResponderExcluir
  4. Olá Istefani,
    Ainda não li nada da autora e sou bem criteriosa em relação a livros iguais. Acho que a Abbi tem uma formula mágica que não funciona mais, aliás, por que autores escrevem coisas iguais? Não veem que isso não os torna famosos, apenas cansa?
    Não gostei da premissa do livro e nem da personalidade da Nan, se ela começa e termina bitch, esse livro não é pra mim.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  5. Eu nunca li nada da autora mas escuto ótimos comentários. Eu gostei da maneira como você resenhou o livro e falou dos personagens e da trama. Imagino que seja muito difícil mesmo resenhar sem revelar muito mas eu adorei a resenha. Eu acho a capa muito bonita.

    ResponderExcluir
  6. Oiee ^^
    Eu também achei as histórias da autora bem clichês, de forma que só li os três primeiros livros da série. Mas a Nan é unica, né? Mesmo sendo insuportavelmente odiável, estou louca para ler este livro, pois acho que a garota nunca foi feliz, e já está mais do que na hora de alcançar a felicidade, né? Mesmo que para isso ela precise estar com alguém. Mas, poxa, a Abbi poderia ter caprichado, né? Pelo o que você falou, a história não parece ter pé nem cabeça, sem contar que, pelo jeito, a Nan está pior do que já era.
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Menina, a minha relação com os livros da autora é exatamente a mesma que a sua; eu até gostei bastante do primeiro livro e conforme ia lendo as sequências o gosto ia diminuindo, apesar disso continuo lendo a série. Eu não sabia o que esperar do livro da Nan, mas com certeza era algo grande já que ela é uma personagem extremamente odiada e cheia de possibilidades, uma pena que a autora não tenha sabido aproveitar a oportunidade que tinha em mãos e fez mais do mesmo numa versão sádica.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Parei com Abbi Glines em Simples Perfeição e nem sei te explicar como consegui ir tão longe, porque realmente, não gostei de nenhum dos livros que li da autora. Adorei a sua sinceridade e e compartilho de algumas das suas considerações!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Eu não li nada da autora porque seus livros não me chamam atenção. Não é um gênero que costumo ler. E como não foi uma leitura muito agradável pra ti também, acredito que minha opinião não vai mudar.

    Beijinhos...
    http://estantedalullys.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá!! :)

    Gostei da tua sinceridade! QUe pena que o livro nao te cativou mesmo!! :) QUe pena ter sido uma deceçao tao grande! :(

    Bem, eu nao achei a premissa nada de mais... Tambem nao gosto quando, por exemplo, os protagonistas dos outros livros aparecem muito pouco... Nunca li nada da autora, e talvez nao leia mesmo!!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  11. Oi
    Não conheço a escrita da autora acredita?
    Justamente por conta da relação de amor e ódio que as pessoas tem com ela. Os livros nem sempre cativam e as vezes se tornam superficiais.
    Gostei da sua resenha, mas o livro em si não me cativou também.
    Mas acontece. Leituras melhores virão!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  12. resumiu o que eu achei do livro,simplesmente ruim.
    abbi vacilou demais

    ResponderExcluir
  13. Oiii!

    Poooxa que triste, é uma pena que a autora tenha falhado tanto com a obra. Eu confesso que não tenho muita curiosidade em ler algo da autora, mas não me importaria de passar um tempo com alguma obra dela.
    Gostei MUITO da sua sinceridade! Espero de coração que continue se expondo dessa forma.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem?
    Olha, também tenho essa relação de amor e ódio com a Abbi, mas confesso que só li os livros Rush/Blaire e desisti, principalmente depois de Rush Sem Limites e todos aqueles diminutivos.
    Já percebi que fiz bem em parar, pq pelamor né? Ler a mesma história com os outros casais seria demais!
    Eu também achava que o livro da Nan poderia ser bom por a protagonista ser quem é, mas se ela cagou com o livro todo, vou passar bem longe dele!
    Obrigada pela sinceridade, rs!
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Oi, Istefani!
    Primeiro, desculpa, mas eu ri... Ri muito com você descrevendo o estilo de escrita da autora, afirmando que todos os livros são praticamente idênticos. Ri mais ainda por você confessar que odeia isso, mas lê mesmo assim. Eu sou teimosa, mas sinto que alguém me superou... Só por conta disso, eu já n leria nenhum livro dela. Com essa fórmula de clichê puro e ultra repetitiva, passaria longe. Aí vc me conta que quer matar todos os personagens... Já lacrimejando com sua sinceridade, tenho de confessar que seria bem capaz de ler um livro só p confirmar os seus dizeres. "Seria capaz" não significa que eu vá fazer, pelamor... XD Beleza de texto, mas vc sentiu que passarei a dica. ;) bj! Nu.
    As 1001 Nuccias | Curte aí!

    ResponderExcluir
  16. Oii
    Eu amo a serie e sim a Nan não tem como deixar de ser vadia, ainda não li esse livro e em breve vou ler para tirar minhas conclusões, e uma pena que você não tenha gostado, e espero que eu não ache a escrita da Abbi Glines chata por que eu amo ela e seus livros, uma pena que não de para saber sobre os protagonistas dos outros livros, eu amo eles, enfim fofa, realmente lamento que não tenha gostado do livro... obrigado pela resenha sincera, e exatamente isso que eu gosto nas resenhas, sinceridade...
    Beijocas...
    https://westfalllivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Os livros dessa autora fazem sucesso, minhas amigas leram e amaram, tenho uma amiga que odiava ler e começou a gostar depois de ler uma coleção dela, mas eu não tenho o menor interesse em ler os livros dela, ainda mais após ler sua resenha, só confirmou o que eu já pensava!
    Adorei sua resenha!

    ResponderExcluir
  18. Amo a abbi ,mas quando li up in flmes me decepcionei muito.

    ResponderExcluir
  19. Querida, adorei sua resenha, disse tudo o que eu tava sentindo. Os personagens são IGUAIS, você muda de livro e nem parece, você as vezes até esqueça que tá lendo outra coisa, mas de uma forma ou de outra eu sempre acabo lendo os livros dela. Eu li a série Rosemary beach e simplesmente não deu pra superar os meus problemas com a autora, a série Sea breeze no entanto eu achei um pouco melhor, ainda com os mesmos problemas mas mais superáveis pelos personagens que eu achei um pouco mais consistentes e cativantes.

    ResponderExcluir